Abramovich e negociadores ucranianos sofreram sintomas de envenenamento

O bilionário russo Roman Abramovich, e outros dois negociadores ucranianos, estariam sofrendo sintomas de envenenamento, revelou o Wall Street Journal.

O envenenamento teria ocorrido no início do mês, com o (ainda) dono do Chelsea tendo sido intoxicado pouco tempo depois de ter estado em Kyiv como negociador de paz, noticiou o jornal norte-americano.

Segundo fontes próximas dos três homens, os negociadores começaram a apresentar irritação nos olhos, lágrimas dolorosas e pele descamando no rosto e nas mãos.

Abramovich tem voado de país para país, com o seu jato privado e os seus iates a serem avistados na Rússia, Turquia e Israel nas últimas semanas. O empresário viu as suas contas e bens congelados devido às sanções econômicas impostas a oligarcas russos, e a sua dupla-nacionalidade portuguesa via mudança na legislação para descendentes de judeus de sefarditas está envolvida em polêmica.

O site de investigação Bellingcat também confirmou com analistas que os sintomas apresentados pelos três membros das negociações são consistentes com "sintomas de envenenamento com armas químicas".

Bellingcat can confirm that three members of the delegation attending the peace talks between Ukraine and Russia on the night of 3 to 4 March 2022 experienced symptoms consistent with poisoning with chemical weapons. One of victims was Russian entrepreneur Roman Abramovich. https://t.co/DJaZ4CoL8J

— Bellingcat (@bellingcat) March 28, 2022

Segundo o mesmo grupo de investigação holandês, a reunião em que Abramovich e os dois ucranianos terão sido envenenados ocorreu no dia 3 de março em território ucraniano, e durou até às 22h.

Fonte: Notícias ao Minuto

comprar biblias

markadapaz