Biden diz a tropas americanas na Polônia que guerra é entre democracia e autocracia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, desembarcou na Polônia nesta sexta-feira (25). O país faz fronteira com a Ucrânia e se tornou o principal destino de refugiados da guerra contra a Rússia.

Na cidade de Rzeszow, o primeiro ato do democrata foi encontrar soldados dos EUA que integram os batalhões da Otan, a aliança militar do Ocidente, que vem reforçando suas tropas no leste polonês, região próxima ao território ucraniano.

"As democracias e os nossos valores vão prevalecer ou serão as autocracias?", questionou Biden aos militares, em referência ao regime de Vladimir Putin na Rússia.

O líder dos EUA viajou à Polônia para se encontrar com o presidente Andrzej Duda, num contexto de ampliação dos batalhões da Otan na região, uma resposta à invasão russa na Ucrânia.

O encontro com Duda, no entanto, atrasou, porque o voo do polonês precisou fazer um pouso de emergência no caminho para Rzeszow. Antes de embarcar para a Polônia, Biden estava em Bruxelas, na Bélgica, onde se reuniu com outros líderes do Ocidente.

"Vamos demorar algum tempo para ajustar as redes de suprimento de gás e a infraestrutura que nós construímos na última década", afirmou o presidente antes da viagem, em referência à dependência de muitos países europeus do gás e do petróleo russos.

Uma vez que a Rússia foi alvo de sanções das potências do Ocidente, os países têm trabalhado para construir alternativas para o suprimento dos itens, importantes fontes de energia em todo o mundo.

Fonte: Notícias ao Minuto

comprar biblias

markadapaz