O novo avanço da esquerda na América Latina (e as diferenças com o passado)

Um após o outro, diferentes países latino-americanos elegeram governos de esquerda e uma nova onda política parece estar ocorrendo na região.

Desde 2018, líderes à esquerda do espectro político chegaram à presidência do México, Argentina, Bolívia, Peru, Honduras, Chile e Colômbia.

O fenômeno pode se completar nas eleições de outubro no Brasil, na qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem vantagem nas pesquisas de intenção de voto.

Embora outros países da região tenham escolhido governos de diferentes correntes políticas nos últimos anos, uma vitória de Lula deixaria as sete nações mais populosas da América Latina e suas seis maiores economias nas mãos da esquerda.

Para alguns, tudo isso evoca o que aconteceu no subcontinente durante a primeira década deste século, quando três em cada quatro sul-americanos passaram a ser governados por presidentes de esquerda.

Mas neste vídeo, Nathalia Passarinho explica como o momento é totalmente diferente – tanto por mudanças ocorridas no mundo como nas próprias esquerdas.

Confira.

Reportagem em texto: https://www.bbc.com/portuguese/topics/c340q430wyvt

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: https://www.bbcbrasil.com

#BBCNewsBrasil #AméricaLatina #política

comprar biblias

markadapaz