Pai luta para punir assassino de filha que fugiu ao Brasil

Do seu apartamento em Barranquilla, na Colômbia, Martín Mestre aguarda ansiosamente aquele que pode ser o último capítulo de uma jornada dolorosa que dura quase três décadas.

Ele acaba de assinar o último recurso contra uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de negar a extradição do homem condenado por matar sua filha.

Mestre passou grande parte da vida investigando o paradeiro de Jaime Saade, que foi condenado a 27 anos de prisão em 1996, mas não chegou a ser preso porque fugiu da Colômbia logo após o assassinato de Nancy Mestre, dois anos antes.

Foram quase três décadas de buscas até que finalmente Saade foi achado em Belo Horizonte, no Brasil, e preso pela Interpol em 2020.

Ele vivia uma vida normal e confortável com o nome falso de Henrique dos Santos Abdala. É casado com uma brasileira e tem dois filhos.

Poucos meses após a prisão, o STF negou a extradição de Saade por considerar que o crime prescreveu no Brasil. Agora, Martín deposita as últimas esperanças numa ação rescisória que pede que o tribunal reveja a decisão.

Neste vídeo, nossa repórter Nathalia Passarinho conta a história desse crime e da batalha de Martín. Confira.

Reportagem em texto: https://www.bbc.com/portuguese/geral-61274610

Curtiu? Inscreva-se no canal da BBC News Brasil! E se quiser ler mais notícias, clique aqui: https://www.bbcbrasil.com

#BBCNewsBrasil #Justiça #Crime

comprar biblias

markadapaz