Prévia da inflação na RMS acelera e é a maior para março em 7 anos

economia 1609210424 0 1

Neste mês de março, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), calculado pelo IBGE, ficou em 1,06% na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O índice é uma prévia da inflação oficial do mês, refletindo os preços coletados entre 12 de fevereiro e 16 de março.

Após três desacelerações seguidas, o índice voltou a acelerar, ou seja, a aumentar mais do que no mês anterior (havia sido de 0,91% em fevereiro). Foi ainda o mais alto para um mês de março desde 2015 (quando tinha ficado em 1,33%).

O IPCA-15 da RM Salvador em março também ficou acima do registrado no país como um todo (0,95%) e foi o 5º mais elevado entre as 11 áreas pesquisadas separadamente pelo IBGE.

A Região Metropolitana de Curitiba/PR (1,55%), o município de Goiânia/GO (1,19%) e a RM Belém/PA (1,15%) registraram as maiores prévias de inflação em março. No outro extremo, Brasília/DF (0,61%) e as RM São Paulo/SP (0,71%) e Porto Alegre/RS (0,82%) tiveram os menores índices.

Neste primeiro trimestre de 2022, o IPCA-15 da RMS acumula alta de 3,09%, mantendo-se acima do resultado nacional (2,54%) e o maior acumulado no ano dentre todas as áreas. Nesse indicador, a RM Porto Alegre (0,92%), Brasília/DF (1,86%) e a RM Fortaleza/CE (2,47%) têm os menores aumentos.

O IPCA-15 da RM Salvador também está entre os mais altos do país no acumulado nos 12 meses encerrados em março. Com alta de 11,92%, é o segundo mais elevado, abaixo apenas do índice na RM Curitiba/PR (13,64%) e acima do indicador nacional (10,79%). Nesse acumulado, apenas a RM Belém/PA (9,32%), Brasília/DF (9,33%) e a RM Porto Alegre/RS (9,97%) têm aumentos menores que 10,00%.

Fonte: Correio 24hs

comprar biblias

markadapaz